Como precificar uma obra de arte



3 vezes é a resposta!

Como assim? É claro que vai haver muitas variações que vai elevar o preço ou não de teu produto, a conta matemática da precificação mais básica ao meu entender, 

nem digo que é certo ou errado, mas o mais simples pra quem está começando e não quer ter muita dor de cabeça para pensar nisto é pensar na regra dos 3.

Como fiz esta conta simples, o primeiro é o custo do material (material base + agua, luz, aluguel+ preço da passagem pra poder ir buscar material+ mais o lanche do meio do caminho, etc)


some agora o custo da mão de obra como calcular isto? No mínimo para não ficar se matando em pensamento, 

use a mesma medida para o material este é o preço do trabalho e some agora a última parte o lucro, que é outra medida de proporção igual ao primeiro!

Como disse uma conta simples que pode ajudar muito no cálculo de precificação do trabalho! Agora será que este calculo está totalmente certo para você?

Exemplo, alguém compra material para pintar um quadro e deu no total 50 reais, então pela regra ensinada dos 3 seria então o valor total 150! 

Agora é que entra as variáveis o que pode tornar as contas ao teu favor ou desfavor, isto é ganhar mais ou ficar no prejuízo!

No exemplo simples gasta 50 reais para o material, porem você leva 1 hora pra fazer uma obra de arte, então tua hora fica 50 reais de trabalho e somando com mais,

50 de lucro fica quase um sonho...  quase, porque uma obra de arte se fosse feita assim seria o artista quase uma máquina, mas de fato não é, 

precisa de inspiração, precisa de um desejo grande interno, viaja-se na onda filosófica de sua identidade artística... 

em outras palavras e se esta obra que custou em material 50 reais, porém para confecção desta obra leva-se 1 dia, então a hora fica mais barata, e se levar uma semana, mais barata ainda!

Bem para quem está iniciando gostaria de agregar valor a obra, valor não significa preço somente... é sabido que quanto mais exposição este artista tem na mídia, 

pelas premiações que este artista ganha, e principalmente é quem são as pessoas que consomem a tua arte... parece que não tem nada haver mas isto está ligado a um conceito de Banco Social, 

onde o valor da obra do artista é vinculado o valor que tem o artista e a sua carreira... 
veja outro exemplo: Digamos que o artista use o melhor material o mais caro mas sua arte não é boa, então as pessoas não tem obrigação alguma de comprar,

então a arte vai cair de preço, pois não há valor agregado a ele!

Valor é o segredo, mas não está somente na arte


Gerar valor é algo de identidade, não é voltado apenas a sua arte! 

Ter um bom posicionamento, saber está nos lugares certos, nos momentos certos, com as pessoas certas, podem abrir mais portas do que todo esforço que leve uma vida inteira. 

As vezes este lugar certo seja no palácio de um rei, e as vezes seja exatamente na feira da cidade! 

A criação da identidade é algo fenomenal na vida do artista, e se ele não sabe para onde vai qualquer lugar serve! 

Por isto sabendo que a identidade agrega valor a obra, isto trará lucro para o artista, mas quando ele não sabe disto ele tenta levar a arte como uma mercadoria qualquer, 

e por isto será tratado de igual maneira!

Estudar agrega valor? Sim, principalmente de quem se trata o professor, 

pois se for alguém que já está estabilizado no mercado, alguém que tenha sua relevância no mercado, 

e tem sua autoridade construída não somente no campo da criação, mas no campo comercial, 

estudar com esta pessoa é um dos caminhos que acelerarão todo processo, mas não é só isto. 

Pode estudar com um gênio da arte, mas se for um péssimo profissional, e não souber se relacionar com as pessoas já não terá valido a pena em nada!

Então como agregar valor a uma obra de arte, pelos lugares onde são expostos! 

Veja pra quem é músico, quanto maior o público, altera o valor, o lugar onde vai expor a sua arte altera o valor, 

estas nuances mudarão a forma de precificar a arte! 

Veja alguém que expõe um quadro em uma feira e alguém que exponha numa galeria muito famosa no mundo inteiro, tem valores distintos para público distintos.

Sabendo disto então podemos voltar a conta lembrando as 3 vezes. MATERIAL + TRABALHO + LUCRO e agora pensar na segunda fórmula: MATERIAL + TRABALHO + VALOR do ARTISTA + LUCRO, então a soma aumenta consideravelmente.


O pulo do Gato

Você sabe para quem você quer vender? Ou a única coisa que importa é vender? 

Aqui é outro diferencial, quem compra teu produto também é a pessoa que pode agregar valor ao artista, 

não menospreze se a pessoa não tem condições de comprar arte, e ser consumidor deste mercado,

mas pense que se tu vender tua arte para 10 mil pessoas, serão 10 mil pessoas que demonstrarão que tem desejo de possuir algo em sua casa... 

o segundo ponto é se 10 mil pessoas compram, isto pode gerar uma uma curiosidade se você alinhar isto a possuir um site  (escrevi um artigo explicando porqueé bom um artista ter um site)

imagina o exemplo de que um príncipe ou um empresário com muito dinheiro se interesse pela sua arte, e compre imagina que tua arte desconhecida possa está nos principais lugares do mundo?

Por fim como se precifica uma arte seja qual for, regra dos 3, simples assim, 

como você valoriza tua vida como artista, daí é que ao meu ver, entra a mágica do negócio...

é claro que é uma caminhada, e entre erros e acertos, quem já descobriu o caminho das pedras de como chegar lá, dificilmente irá abrir o jogo, 

mas observe vejam como jogam e com quem jogam este jogo, pelo menos no mínimo será uma outra escola a ser aprendida, a escola dos negócios.


Aumente o teu valor pessoal como artista! E continue fazendo a arte!

Inté inté
Leonardo Lima

Share:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

TOP 5

Recente